18 setembro 2018 0 comentários

Dicas de iluminação no Gesso:
Os rasgos são a melhor forma de decorar com gesso e iluminação. O rasgo de gesso no teto deve ser tomado como iluminação geral, além de decoração, logo precisa ser calculada a quantidade de luz.
Se o rasgo for na parede, deve-se tomar cuidado com a potência das lâmpadas para não ofuscar os olhos.

Iluminação no gesso de cada ambiente:
Sala de Estar

– Iluminação mais suave;
– Destaque a mesa de centro e as laterais;
– Não coloque pontos de iluminação logo acima dos sofás, pufes e poltronas, pois podem incomodar;
– Use o rasgo para destacar a circulação ou para separá-lo de outro ambiente;

Sala de Jantar

– Coloque uma boa iluminação logo acima da mesa. Não necessariamente precisa ser um pendente, mas pode ser um rasgo do mesmo tamanho da mesa;

Cozinha

– A iluminação deve ser bem clara e eficiente, pois é uma área de trabalho;
– As bancadas de trabalho devem ser bem iluminadas com luz específica;
– O rasgo pode ser usado para dar a iluminação geral do ambiente, correndo por toda a extensão da cozinha;

Quartos

– A iluminação deve ser suave;
– Evite pontos de iluminação logo acima da cama e com luz direta, pois pode ofuscar quem estiver deitado;
– Usar iluminação indireta ao lado ou atrás da cama é recomendado;
– O rasgo de iluminação pode ser um detalhe vindo da cabeceira, ou ainda fazendo no teto o formato da cama com iluminação indireta;

Banheiros

– Deve ter iluminação geral bem clara;
– Também deve ter luz específica para o espelho, que deve ser indireta, para iluminar bem o rosto sem deixar sombras;
– Pode-se usar o rasgo na parede ao lado do espelho para criar a iluminação específica;