13 setembro 2018 0 comentários

1. ​Nichos mais fáceis de fazer: sem sujeira ou perda de material
É uma grande tendência fazer nichos nas paredes. Especialmente hoje em dia que a sua implementação nas placas de gesso acartonado não requer perfurações ruidosas. Com isso, a desordem é muito menor e estas paredes não perdem a resistência como as tradicionais feitas de tijolos. Muito mais fácil de perfurar e deixál-as com cara de novas.

​2. Espessura ao gosto do freguês
Corredores e halls de entrada  por Taller Estilo Arquitectura
Se nos concentrarmos na espessura do material, é necessário dizer que as paredes de drywall, além de muito leves são muito finas, deixando as divisões da casa bem sutis ao invés de mostrar enormes paredes dividindo ou dando suporte aos cômodos.  
Mas saiba que este material também permite que se criem paredes espessas. Para conseguir este resultado, é necessário acumular várias placas ou conectar duas placas e deixar um grande buraco no meio delas.

​3. Uma divisão eficaz
A estrutura de tais placas permite uma divisão muito eficaz, tanto térmica como acústica e também visual. Seu modo de composição consta de uma placa central de gesso revestida dos dois lados por papel cartão do tipo “kraft. Este cartão é o que permite o funcionamento dos isoladores. Além disso, é uma proposta mais sustentável, uma vez que geralmente o papel utilizado é reciclado.

​4. Muitas opções de revestimentos
Quanto à aparência, é extremamente importante observar que as placas de papelão e gesso têm uma superfície lisa e pronta para receber qualquer tipo de revestimento. Você pode pintar com uma cor clara ou fazer uma textura com ladrilhos ou pedras. A escolha depende claramente do estilo  que você deseja alcançar e que combina com a decoração do resto da sua casa.

​5. Divisão inteligente entre os cômodos
Além de ser um material fácil de cortar, as placas de gesso e cartão também são perfeitas para serem usadas como divisórias. Apesar da divisão, elas são capazes de ligar parcialmente um cômodo do outro. Como? Tudo pode variar de acordo com o tamanho e a posição em que as placas são colocadas.

​6. Tamanho não é problema
Muitas vezes, os materiais pré-fabricados, ou seja, que são comercializados com dimensões específicas, são mais difíceis de manipular. Isso porquê pesam muito mais do que peças pequenas, como os tijolos e são mais complicados de organizar da maneira desejada.

​7. Design arrojado
Corredores e halls de entrada  por Gantous Arquitectos
Gantous Arquitectos Polanco Penthouse
GANTOUS ARQUITECTOS
Em muitas casas, vê-se uma monotonia tanto na estrutura como na decoração. Por isso, é muito comum que as pessoas queiram executar reformulações imediatas. No entanto, para fazer isso é preciso mais do que só a vontade, é necessário também fazer um investimento monetário, criativo e doar um tanto de tempo.

​8. Manuseio que não requer muito profissionalismo
Outra grande vantagem é que para manipular o drywall, não é necessário ser um profissional, já que tanto a sua forma quanto o seu peso permitem um manuseio fácil. Mas fique atento, se você quer um acabamento mais sofisticado, é sempre melhor contratar alguém experiente.

​9. Textura, seja bem-vinda!
Quanto ao acabamento para paredes drywall, as duas alternativas possíveis são bem-vindas: tanto a superfície lisa como as texturas. Isto é possível devido a duas razões: a primeira é que, dada a leveza do material, qualquer tipo de revestimento poderá deixá-lo, talvez mais pesado, mas não muito volumoso; e segundo porque a superfície do material é lisa, portanto, fácil de modificar.

​10. Imitação de pilares
Os pilares dentro de casa dão estilo e personalidade, mas se eles não fizerem parte da estrutura desde o início, é difícil recriá-los, ou, pelo menos era, antes de existirem as placas de gesso. Hoje, com a facilidade de manuseio e leveza deste material, os pilares podem ser criados para encantar sem muita desordem, trabalho e investimento monetário.